Jorge Mpodozis

Mpodozis – O problema

O problema
Jorge Mpodozis

Meus amigos:

Creio que o problema que nos preocupa a todos tem uma base única e fundamental, e que ela é epistemológica. Ele não tem a ver com maneiras de fazer, ou com o que não sabemos. Tem a ver com formas de entender o que sabemos e o que podemos saber. É algo fundamental, mas é tão sutil que acredito que não há possibilidade de que a “ciência oficial” a considere. Afinal, é fácil ver que, após 2000 anos, a ciência permanece aristotélica.

Nesse cenário, acho que poderia defender essa ideia com uma conversa sobre o sistema nervoso visto como uma máquina dinâmica de estados / configurações em múltiplas dimensões, que opera no contexto das relações sistema nervoso / organismo / comportamento. A partir daí, poderíamos mostrar que as noções de “informação” e “código” não são mais do que uma leitura epistemológica inadequada desta situação. Acredito também que, se levarmos isso em conta, a questão da consciência e, em particular, a questão da identidade individual são, em princípio, solucionáveis.

Eu não sei se isto ajuda ou dificulta, mas é o que eu penso que eu poderia trazer adiante. Quanto à forma de organizar a discussão, concordarei com qualquer decisão. Saudações,

Mpodozis, Jorge M

———

* Antecedente de uma discussão sobre cognição neural e imunológica com Sidarta Ribeiro, Sergio Neuenschwander, Nelson Vaz and Gustavo Ramos, em Natal RN Brazil, in 2010